Como fazer dropshipping no Shopify em 2021

como-fazer-dropshipping-shopify

Se você está em busca de uma maneira de entrar no mundo do comércio eletrônico sem precisar investir muito no início, mas não tem os recursos para gerenciar a manufatura, as cadeias de suprimentos e o atendimento, o envio direto pode ser uma ótima opção para você.

Atuando como intermediador de compras, você está livre das dores de cabeça geradas pelo gerenciamento de estoque. Quando sua loja vende um item, o pedido é enviado a um terceiro (ou seja, seu fornecedor), que o envia diretamente ao comprador. Você não precisa sequer tocar no produto.

Começar um site de dropshipping é muito simples. Graças a soluções como o Shopify (leia nossa análise completa do Shopify) você levará apenas um ou dois dias para criar um bom site, encontrar produtos e vendê-los.

Parece bom demais para ser verdade, né? Fique comigo até o final desse artigo e te demonstrarei passo a passo desse modelo fantástico de negócio chamado “dropshipping”.

Neste guia, vou orientá-lo sobre como começar no dropshipping passo a passo utilizando a melhor plataforma de ecommerce para essa modalidade de negócio, a Shopify. Você aprenderá tudo sobre esse mercado, desde como encontrar um nicho a como encontrar fornecedores. Você também verá exemplos de dropshippers que estão tendo muito sucesso.

O que é dropshipping?

 Dropshipping é um modelo de logística de comércio eletrônico onde, em vez de estocar produtos em sua loja, você os compra diretamente de fornecedores terceirizados e os envia diretamente para seus clientes.

Este modelo de negócios online significa que você não precisa lidar com uma série de questões complicadas no gerenciamento de um negócio de comércio eletrônico, incluindo encontrar um depósito para armazenar seus produtos, manter o estoque e se preocupar com o envio direto.

O que torna este modelo atraente para os empreendedores é que ele é mais fácil de lidar do que outros tipos de modelos de negócios de comércio eletrônico e requer menos capital para começar.

Com apenas uma conexão à Internet e um laptop, você pode construir um negócio bem-sucedido e lucrativo abrindo uma loja online e, essencialmente, atuando como um intermediário para preencher a lacuna entre clientes e atacadistas. Isso economiza o custo de ter que alugar uma loja física, comprar um grande estoque inicial e pagar os custos indiretos associados ao modelo de varejo tradicional.

Mas, o dropshipping é legal? A boa notícia é que é um modelo logístico perfeitamente legal e muitos varejistas de todo o mundo têm aproveitado sua simplicidade para construir marcas de sucesso que crescem ano após ano.

Como funciona o dropshipping?

O processo de funcionamento do dropshipping e o seu modelo de negócio é bastante simples. Este modelo de negócios é uma parceria entre um varejista que vende produtos online e repassa os pedidos do cliente a um fornecedor que fabrica e / ou armazena os produtos.
 
O fornecedor terceirizado embala e envia os pedidos diretamente aos clientes em nome do varejista. Quase todos os produtos podem ser vendidos diretamente, mas para ter sucesso com esse modelo de negócios, você precisa escolher os produtos certos e comercializá-los para o público certo.
 

O dropshipping é lucrativo?

Se você escolher o nicho certo, encontrar o fornecedor certo e comercializar seus produtos para o público certo, esse método de logística pode ser um negócio muito lucrativo. As margens de lucro variam de 15% a 45%. Mas, para artigos de luxo e de consumo como joias e eletrônicos, as margens de lucro podem chegar a 100%. 
 
É válido ressaltar que não existe lucro sem trabalho. O dropshipping requer muito esforço e estudo. Não pense que você vai sair ganhando rios de dinheiro logo na primeira semana. Você precisará testar muitas variáveis para encontrar o público e o produto certo. Se você estiver disposto a se dedicar, pode ter certeza que o resultado virá!
 

Qual a melhor plataforma para dropshipping?

Essa é uma pergunta que eu recebo todos os dias de nossos leitores, pois a grande maioria fica em dúvida se o Shopify é realmente a melhor plataforma de ecommerce para dropshipping. A resposta é curta e grossa: sim, ele é a melhor plataforma para dropshipping!
 
Embora existam várias soluções de comércio eletrônico por aí que podem servir para o seu negócio de dropshipping, o Shopify continua a ser a plataforma de mais utilizada no universo do dropshipping. Isso porque o Shopify é:
 
Amigável para dropshipping – uma das melhores coisas sobre o Shopify é que a plataforma é compatível com soluções feitas especificamente para dropshipping. Um exemplo é o Oberlo (leia nossa análise completa do Oberlo), um aplicativo de dropshipping que funciona exclusivamente com o Shopify.
 
Repleto de excelentes ferramentas – o Shopify oferece diversos recursos que permitem a você criar um negócio de comércio eletrônico de altíssima conversão e em pouco tempo. Além de seu criador de loja online, que permite que você projete e configure seu site, o Shopify também possui recursos para gerenciar suas vendas, marketing e pagamentos.
 
Fácil de usar – o Shopify é uma das soluções mais fáceis de usar que existe. A empresa faz um excelente trabalho orientando os comerciantes sobre como usar sua plataforma.
 
Loja de aplicativos – a loja de apps do Shopify é um tesouro e você pode encontrar de tudo nela. Isso é vital para quem quer aumentar a conversão do site sem ter que aprender a lidar com códigos de programação. 
 
Agora que você tem uma ideia melhor dos benefícios do dropshipping com o Shopify, vamos falar sobre como você pode construir seu negócio do zero usando a plataforma.
 

Como começar no dropshipping

Encontre o seu nicho

O primeiro passo para criar um negócio de dropshipping é descobrir o que você está vendendo e quem são seus clientes-alvo. Em outras palavras, você precisa encontrar seu nicho.
 
Não faltam conselhos sobre como fazer isso. Algumas pessoas recomendam recorrer à sua paixão e interesses para descobrir o produto certo para vender, enquanto outras dizem que é melhor procurar especificamente por nichos lucrativos e modernos para garantir que você realmente ganhe dinheiro.
 
Meu conselho? Faça ambos. Escolha um nicho no qual você esteja genuinamente interessado, mas certifique-se de que haja demanda – e lucro a ser obtido – nesse mercado.
 
Isso é exatamente o que eu fiz quando abri meu primeiro negócio de dropshipping. Fiz algumas pesquisas sobre demanda de mercadorias, popularidade e lucratividade, mas concentrei meus esforços nas áreas que realmente me interessavam.
 
Por exemplo, como alguém que malha bastante, decidi começar minha pesquisa na área de saúde e condicionamento físico para ver que tipo de itens eu poderia vender. Abaixo estão as etapas que executei para encontrar produtos e validar a demanda:
 

Pesquise palavras-chave

Comece fazendo uma lista de palavras-chave de produtos em seus mercados potenciais. Por exemplo, como meu foco era o mercado de saúde e condicionamento físico, fiz um brainstorm de palavras-chave relevantes que as pessoas pesquisariam. Essas palavras-chave incluem termos como “gymshark”, “roupas de ginástica”, leggings, “roupas de ginástica”, “calças de ioga” etc.

Eu inseri esses termos no Planejador de palavras-chave do Google para ter uma ideia melhor de quanto volume de pesquisa eles estão obtendo e descobri que “leggings” e “calças de ioga” estão recebendo a maior parte das pesquisas.

shopify-dropshipping-google-planner

Faça algo semelhante ao determinar seu nicho. Comece identificando mercados com demanda (de preferência usando sua própria experiência e interesses) e, em seguida, faça um brainstorming de palavras-chave para esses mercados. Pegue as palavras-chave mais populares e aprofunde-se para obter mais informações sobre seu desempenho ao longo do tempo.

Você pode pular essa etapa se já tiver algo em mente…

Determinar o “hype” do seu produto

Obter dados de palavras-chave é ótimo, mas você também precisa combiná-los com informações sobre as tendência do produto para descobrir se ele está ganhando popularidade ou se está prestes a sair do mercado. Então, corra para o Google Trends e digite as suas palavras-chave para descobrir sua popularidade de pesquisa nos últimos anos.
 

No meu exemplo, em ambos os casos, as tendências de pesquisa parecem crescer, com as leggings sendo bem populares nos últimos anos. Isso quer dizer que as calças leggings são produtos que estão sempre em demanda.

* Esses produtos são apenas exemplos. Eu não recomendo que comece com eles, pois são bem competitivos.

 
shopify-dropshipping-google-trends

Lembre-se sempre dessa etapa quando estiver procurando por ideias de dropshipping. Insira suas palavras-chave nas tendências do Google para determinar se um produto tem tendência de alta ou baixa. Se for o último, você pode considerar a ideia de descartar essa palavra-chave. Se for o primeiro, porém, você pode passar para a próxima etapa, que é determinar a lucratividade.

Descubra se seu nicho é lucrativo

A popularidade do produto é certamente um bom sinal, mas no final das contas, você ainda quer ganhar dinheiro. Antes de lançar seu negócio de dropshipping, estude os números para avaliar a lucratividade de um suposto “produto vencedor”.
 
Entre o custo de anúncios, despesas de envio, marketing, impostos e outros, administrar um negócio lucrativo de dropshipping requer margens amplas e saudáveis (ou seja, 40% a 70%, se não mais).
 
Isso significa que você deve procurar produtos de baixo custo que possam ser vendidos com uma boa margem. Você deve procurar produtos que tenham alto valor percebido, ou seja, que aprecem valer muito. Um bom jeito de encontrar esse tipo de produto é vender algo que resolva a dor de alguém, como por exemplo, um massageador para dor nas costas. Outra maneira diferente de se obter o mesmo resultado é investir em produtos que são novidades ou que se tornaram virais/tendência.
 
Voltado ao exemplo inicial de calça leggings, veja só os preços que conseguimos no Aliexpress (esse preços podem cair ainda mais com negociações):
produtor-vencedor-dropshipping
 
Percebe a possibilidade de lucro aqui? Mesmo com o dólar alto é possível lucrar muito, pois o preço de compra+envio é muito baixo.
 

Como criar uma loja shopify do zero passo a passo

Então, você já tem um produto ou nicho em mente e está pronto para começar a criar sua loja Shopify. Para ajudá-lo a fazer isso, aqui está um guia detalhado com as etapas que você deve seguir para colocar seu site de dropshipping em funcionamento.

Passo 1 – Criar uma conta Shopify

Em primeiro lugar, registre uma conta no Shopify. Vá até o site deles e clique em “Começar” para iniciar o processo. Ao fazer isso, é melhor ter o nome da loja em mente, porque essa é uma das primeiras coisas necessárias para configurar uma conta.

No meu caso, decidi manter as coisas simples e escolhi “Ponto Das Leggings” para o nome da minha loja-exemplo.

criar-conta-shopify

A partir daí, o Shopify solicitará mais informações, como por exemplo, se você já está vendendo um produto e qual é o seu endereço físico. Depois de inserir seus dados, você será direcionado ao painel de sua loja.

dropshipping-shopify-planos

O URL para o painel do Shopify estará nesse formato: SUA-LOJA.myshopify.com/admin. O Shopify enviará a você um e-mail com o URL da sua loja, portanto, certifique-se de salvar essa página.

Passo 2 – Adicionar produtos

 

painel-shopify

Depois de configurar sua conta, você será levado ao painel do Shopify. Há uma série de coisas que você pode fazer neste momento – você pode escolher projetar sua loja, configurar seu domínio ou adicionar produtos, entre outras coisas.

Quer um conselho? Comece adicionando produtos à sua loja. Eu recomendo que você comece com esta tarefa por uma série de razões:

  1. Leva você diretamente ao processo de criação da loja. Quando você faz dropshipping com o Shopify, adicionar produtos pode levar minutos – literalmente. Como você descobrirá abaixo, a configuração de seus itens no Shopify pode ser feita com alguns cliques, e começar pelo produtos vai te ajudar a entender melhor o processo.
  2. Isso tornará o estágio de design mais simples (e mais divertido). É muito mais fácil criar um site em torno de produtos existentes do que começar do zero. Quando chegar a hora de escolher temas e modelos, você não terá que imaginar como seria sua loja com produtos, porque você já reservou um tempo para adicionar itens à sua loja.

Adicione produtos com o DSers (ou seu app preferido)

Nesse tutorial iremos utilizar o DSERS, pois ele é o app oficial do Aliexpress e está gratuito.
 

Para aprender a configurar é só clicar e assistir o vídeo abaixo. Por ser um pouquinho longo, creio que seja mais explicativo via vídeo.

 Obs: Uma coisa que você pode fazer neste estágio é examinar cada produto e editar as suas descrições. É muito importante que cada produto tenha uma descrição diferente e que seja única.

Adicione tags

 Você também deve aproveitar esta oportunidade para adicionar tags de produtos. As tags podem ser usadas para rotular produtos para que você possa categorizá-los. Por exemplo, se você está vendendo roupas, suas tags podem incluir “verão”, “outono”, “tops”, “vestidos”, etc. Para minha loja de leggings, decidi usar tags como “simples”, “estampado”, “ Cores sólidas ”e “malha”.

Existem algumas maneiras de adicionar tags de produto. Você pode pode adicionar tags em massa à sua lista de produtos. Basta selecionar os itens que deseja marcar, clicar no menu suspenso “Mais Ações” e, em seguida, clicar em “Adicionar tags”.

adicionar-tags-shopify

Crie suas coleções

Pense nas coleções como grupos de produtos que permitem que seus clientes encontrem itens de acordo com seu tipo, categoria e muito mais. Isso torna a navegação no site muito mais fácil. Aqui estão alguns exemplos dos tipos de coleções que você pode criar:

  • Produtos em promoção
  • Tipo de produto (vestidos, camisas, casacos, etc.)
  • Tipo de cliente (homens, mulheres, crianças)
  • Cor do produto

Para minha loja-exemplo, decidi manter as coisas simples e ter três coleções principais: “Cores simples e sólidas”, “Leggins impressos” e “Malha”.

Para adicionar uma coleção, clique em “Produtos” no painel de navegação esquerdo e clique em “Coleções”. A partir daí, clique no botão “Criar coleção” e você chegará a uma página na qual poderá inserir o nome da coleção e adicionar uma descrição.

criar-coleção-shopify

As coleções podem ser manuais ou automáticas. As coleções manuais incluem apenas os produtos que você escolhe individualmente. Por causa disso, a coleção sempre contém os mesmos produtos, a menos que você especificamente adicione ou remova produtos. Esse tipo de coleção exige mais esforço para manter e funciona melhor se você tiver um catálogo pequeno e selecionado.

Coleções automatizadas usam condições de seleção para incluir automaticamente os produtos correspondentes. Você pode, por exemplo, configurar uma coleção de forma que inclua automaticamente produtos que tenham a tag “promoção”. Ou você pode configurá-lo de forma que todos os produtos de um determinado fornecedor acabem nessa coleção.

Achou confuso? Que tal ler o guia da Shopify sobre coleções automatizadas?

Passo 3 – Personalizar o design da sua loja Shopify

Depois de configurar todos os seus produtos, você pode prosseguir para o design de sua loja. Para começar, clique em “Loja Online” na barra lateral esquerda do seu painel Shopify. Dependendo do seu bolso, você pode optar por um dos temas gratuitos do Shopify ou explorar seu mercado.
temas-shopify-dropshipping
 
Depois de selecionar um tema, volte para o back-end do Shopify e clique em “Personalizar”.
 

Customize a aparência da sua loja

Você será levado ao seu painel de personalização do tema, onde poderá editar a aparência de sua loja online. Para customizar os elementos do seu site, clique nas opções na barra de ferramentas à esquerda do seu editor de temas e vá a partir daí.

editar-tema-shopify

As especificidades deste estágio irão variar dependendo do tema de sua escolha. Se o seu tema tiver um cabeçalho (o que provavelmente tem), você pode fazer upload de um logotipo e personalizar seu tamanho e posicionamento em seu site. Se o seu tema tiver uma apresentação de slides, você precisará adicionar imagens para cada slide (opte por imagens de alta resolução).

Falando nisso, as imagens desempenham um grande papel no design do seu site. E como a maioria das coisas na plataforma Shopify, adicionar imagens à sua loja é muito fácil. Você pode fazer o upload de seu computador ou selecionar fotos do Burst, a ferramenta de estoque de fotos gratuita do Shopify. Você pode fazer tudo – desde pesquisar imagens até visualizar como elas aparecem em seu site – direto do editor de temas, sem a necessidade de navegar para fora da página.

banco-de-imagens-shopify

Você também pode personalizar configurações de tema mais gerais, incluindo o layout do seu site, cores, tipografia, favicon, mídia social e página de checkout. Experimente diferentes opções e veja o que funciona melhor para você.

Quando estiver satisfeito com a aparência do seu site, clique em Salvar.

Adicione páginas

A próxima coisa que você precisa fazer é criar páginas para o seu site. Isso pode incluir:

  • Página sobre a loja
  • Página de contato
  • Frete e Devoluções
  • Perguntas frequentes

Para criar uma página, clique no link “Páginas” no menu à esquerda do painel do Shopify e clique em “Adicionar página”.

adicionar-pagina-shopify

A partir daí, insira o título da página que deseja criar junto, com o conteúdo dela. Se você possui conhecimento em SEO, terá a opção de alterar o meta título, a descrição, o URL e o identificador, para que possa especificar exatamente o que deseja que os mecanismos de pesquisa vejam.

adicionar-pagina-shopify-2

Quando estiver satisfeito com a página, clique em Salvar.

Repita esse processo para cada página que você deseja criar.

Criar a navegação da loja

Depois que suas páginas e coleções estiverem configuradas, você pode passar para as configurações de navegação. Nesta fase, você vai especificar quais páginas ou coleções aparecerão em seus menus principais.

Pense em como você deseja que as pessoas naveguem em seu site. Quais categorias e informações você deseja que eles encontrem? Por exemplo, para minha loja de leggings, eu queria que as pessoas encontrassem facilmente as diferentes coleções que eu tinha (ou seja, leggings de cores lisas, leggings estampadas e malhas). Eu também queria que os clientes encontrassem facilmente a página sobre a minha loja.

Com isso em mente, decidi colocar minha página “Sobre” e coleções no menu principal do meu site.

Também decidi que os links para a política de devolução do meu site e as perguntas frequentes deveriam estar no rodapé.

Siga um processo semelhante para sua loja. Reserve um tempo para descobrir quais páginas ou links devem aparecer em seu menu e quais colocar no rodapé. Depois de pensar nisso, siga estas etapas para configurar a navegação do seu site.

  1. Clique em “Navegação” no menu esquerdo do seu painel.
  2. Selecione o menu ao qual deseja adicionar um item (ou seja, link, página, coleção, etc.)

adicionar-menu-shopify

3. Na página do menu, clique em “Adicionar item de menu”.

adicionar-menu-shopify-dropshipping

4. Insira um nome para seu item e, no campo “Link”, selecione o item desejado na lista de páginas, coleções ou produtos que você já configurou. (Observação: este é o motivo pelo qual você deve configurar todos os seus produtos, coleções e páginas antes de editar sua navegação.)

Portanto, se quiser adicionar sua página “Sobre” ao menu, selecione “Páginas” e clique na página “Sobre”. Ou, se quiser adicionar uma categoria ou coleção específica, clique em “Coleções” e selecione a coleção que deseja adicionar.

adicionar-menu-shopify-2

Repita este processo conforme necessário.

Edite as preferências 

Agora vamos falar sobre preferências. Esta é a seção do back-end do Shopify na qual você pode editar o título e a meta descrição do seu site. Aqui também é onde você pode adicionar seu código do Google Analytics, bem como adicionar o pixel do Facebook.

Você pode encontrá-lo clicando no link “Preferências” no menu à esquerda.

preferencias-shopify

Passo 4 – Adicionar um domínio

Sua loja está totalmente configurada? Ótimo. Neste ponto, você deve considerar adicionar um nome de domínio. Sem um domínio adequado configurado, o URL padrão da sua loja será https://SUA-LOJA.myshopify.com/.

E embora seja tecnicamente possível administrar sua loja sem um URL personalizado, ter seu próprio nome de domínio ajudará sua loja a parecer muito mais profissional e atraente.

conectar-dominio-shopify

Felizmente, adicionar um domínio é muito simples com o Shopify. Você pode encontrar as configurações do seu domínio em “Loja Online” no menu à esquerda do painel Shopify. Assim que estiver nessa página, você terá três opções de como lidar com as coisas:

  1. Conectar um domínio de terceiros ao Shopify – se você já tem um domínio existente (você pode comprar um no Godaddy, Hostgator e tc)), você pode conectá-lo ao Shopify para que o sistema aponte seu nome de domínio para sua loja Shopify. Esse processo varia de acordo com seu provedor de domínio, portanto, verifique com seu fornecedor ou visite a página de ajuda do Shopify sobre o assunto.
  2.  Transferir um domínio – você também pode transferir um domínio para o Shopify; nesse caso, você poderá gerenciar, pagar e renovar seu domínio diretamente do back-end do Shopify. Observe que o Shopify e seu provedor de domínio podem ter diretrizes sobre como fazer isso, portanto, verifique com as duas plataformas para garantir que você possa transferir seu domínio sem maiores problemas.
  3. Comprar um novo domínio – Você também pode comprar um domínio através da Shopify.

Eu recomendo que você vá pela 1º opção. Compre um domínio e conecte ele a Shopify. Não se preocupe, pois é muito barato. 

Opte pelo “.com” ou .”com.br”, pois são os que geram mais confiança. 

Passo 5 – Adicionar um meio de pagamento

Adicionar um método de pagamentos no Shopify é algo muito simples. No entanto, eu não recomendo que você adicione diretamente pela interface do Shopify, pois dessa forma você usará um checkout externo. A melhor maneira de adicionar um método de pagamento é se conectar primeiro com um app de checkout. Eu já utilizei vários e os que mais gostei foram:

  1. Yampi
  2. CartX

Adicionado um desses apps você terá acesso a um checkout transparente, ou seja, o seu cliente não precisará sair do seu site para terminar o pagamento. Essa simples mudança será responsável por gerar um aumento expressivo na sua conversão de vendas. Sem contar as outras funcionalidades (order bump, upsell e etc)…

melhor-checkout-shopify

Vou deixar os links com os tutoriais de cada um desses apps para que você possa isntalar o seu preferido. É muito rápido!

Passo 6 – Adicionar apps

Se você chegou até aqui, parabéns! Agora você tem um site quase funcionando para seu negócio de dropshipping no Shopify!

Porém, seu site é um pouco básico no momento, então é altamente recomendável que você adicione alguns recursos por meio da loja de aplicativos Shopify.

melhores-apps-shopify-dropshipping

Para não prolongar muito, vou apenas recomendar três aplicativos que serão muito uteis. Você pode achar outros facilmente pela loja de apps, pois eles estão divididos em categorias.

DSers

Eu mencionei o DSers várias vezes neste guia e por um bom motivo: como um aplicativo dropshipping de propriedade do Aliexpress, a integração dele com a loja e a plataforma Shopify é muito simples e eficaz.

Recursos:

  • Importação facilitada de produtos do Aliexpress direto para sua loja Shopify
  • Você pode automatizar o envio de produtos muito facilmente
  • Obtenha atualizações automáticas de quantidades de pedidos e preços diretamente dos fornecedores
  • Recursos de personalização do produto para que você possa modificar os nomes, descrições e imagens dos produtos
  • Recursos de preços automatizados para definir regras de preços e gerenciar preços em massa
  • Rastreamento de pedidos para que você possa controlar todos os pedidos
  • Suporte a vários usuários para que você possa trazer uma equipe para ajudar na administração da loja
  • Atualizações constantes com as mudanças do Aliexpress

Preços: possui plano gratuito e planos pagos.

Loox Reviews

Esse é um aplicativo fantástico que permite que você importe avaliações de produtos que estão no ALiexpress. Ou seja, você pode “jogar” as avaliações que estão no produto do seu fornecedor diretamente para a sua loja.

Recursos:

  • Importar centenas de avaliações prontas
  • Permite filtrar por linguagem e por nota de avaliação (ex: apenas as que possuem 4 ou 5 estrelas)
  • Permite importar imagens
  • Permite enviar e-mails para seus clientes comum pedido de avaliação de produto

Esse é o app mais completo de avaliação que a Shopify possui. Uma loja sem avaliações de qualidade não emite nenhuma confiança e acaba perdendo muitos compradores em potencial.

Preços: É um aplicativo pago, mas que oferece 30 dias de avaliação gratuita. Vale a pena experimentar!

Vitals 40+

Esse é um dos aplicativos mais utilizados na Shopify, pois trata-se de um único app que reúne mais de 40 funções de apps diferentes. Isso mesmo, são mais de 40 apps em 1 só!

Recursos:

  • Conversor de moeda – converta preços em mais de 160 moedas locais com geolocalização.
  • Roda da fortuna – dê descontos e receba o endereço de e-mail do seu cliente
  • Recomende produtos e aumente o valor do carrinho de seu cliente
  • Desconto de volume – faça seus clientes comprarem mais quantidades do mesmo produto
  • Proteja o seu site e impeça que copiem e cole dele
  • Instale vários pixels do Facebook na mesma loja
  • … e muitos mais aplicativos para sua loja

Preços: O app VITALS 40+ também é pago e oferece 30 dias de avaliação gratuita.

Passo 7 – Selecionar um plano para a sua loja Shopify

O teste gratuito de 14 dias do Shopify permite que você explore a maioria dos recursos da plataforma e faça coisas como adicionar produtos, projetar uma loja, instalar aplicativos do Shopify e muito mais. No entanto, você não poderá vender produtos ou serviços até que escolha um plano mensal pago.

Se você estiver pronto para abrir seu site e realmente gerar receita, basta clicar no botão “Selecionar um plano” na parte inferior do painel e escolher o melhor plano para você. Insira os detalhes na próxima página e pronto!

Você só será cobrado após o término do seu período de testes.

Exemplos de lojas dropshipping de sucesso

Quer você esteja apenas pensando em dropshipping ou já tenha um negócio funcionando, é sempre inspirador ver o que dropshippers de sucesso estão fazendo. Aqui está uma pequena coleção de algumas histórias de sucesso de dropshipping para motivar sua jornada. Obviamente que só vou revelar as lojas “gringas”, pois não quero expor nenhum brasileiro. As lojas abaixo são seguramente (milhões de visitar mensais) as maiores do mundo. Visite cada uma delas e “puxe” os seus pontos positivos para a sua loja.
 
1. Inspire Uplift
 
lojas-dropshipping-de-sucesso
 
A Inspire Uplift é um ótimo exemplo de loja genérica de dropshipping. Eles estão no mercado há muito tempo! Além disso, estão recebendo um absurdo de tráfego todos os meses (uma média de 2 milhões).
 
Algumas coisas que você pode aprender aqui:
  • Mídias sociais – Basta ver seus perfis para notar quantos seguidores eles têm lá. O trabalho de mídia social deles é fantástico, tanto o pago quanto orgânico.
  • Atendimento e suporte – Diferente da maioria das lojas de dropshiping, a Inspire Uplift sabe dar um suporte de qualidade para o seus clientes e isso assegura que eles voltem para fazer novas compras.

2. Bluecrate

exemplo-loja-dropshipping

Bluecrate. Esta loja definitivamente também gera muito tráfego com seus ótimos vídeos de anúncios no Facebook.

No início, eles também eram mais uma loja genérica, mas agora estão mais focados no nicho de presentes personalizados.

O que você pode aprender com eles:

  • Seus anúncios – Fique interagindo com as páginas deles no Facebook e Instagram para que você caia no público personalizado deles. Dessa forma, logo os anúncios deles aparecerão para você.
  • Imagens de qualidade – Diferente do que se vê por aí, a Bluecrate tira as suas próprias fotos de produtos. Isso os torna únicos, pois conseguem captar ângulos diferentes e gerar uma percepção de alto valor do produto.

3. HYGO

loja-shopify-dropshipping

Este é outro ótimo exemplo de uma loja de dropshipping. Essa é uma marca que possui diversas páginas no Facebook que juntas somam milhões de seguidores.

O que aprender com eles?

  • Avaliações de produtos – Eles possuem muitas avaliações de produtos e isso faz com que eles se tornem na mente do cliente “uma loja extremamente confiável”. Ninguém quer comprar de uma loja que possui 2 avaliações.
  • Frequentemente comprados juntos – Em todas as páginas de produtos eles colocam combinações que podem ser compradas juntas e isso aumenta muito o ticket médio de cada cliente.

Administrando uma loja de dropshipping de sucesso

Começar um negócio de dropshipping e gerenciá-lo com sucesso são coisas completamente diferentes. Você pode iniciar e construir um site de dropshipping no Shopify em poucas horas – literalmente. Mas para direcionar o tráfego e gerar vendas de forma consistente, é necessário trabalhar muito.

Sim, o dropshipping é relativamente fácil, porque você não terá que gerenciar o inventário físico, mas certas tarefas ainda exigem o envolvimento de você ou de sua equipe. Essas tarefas incluem:

Negociar com fornecedores

Se você estiver usando soluções como DSers e Oberlo, provavelmente não terá que lidar com os fornecedores pessoalmente, uma vez que pode adicionar produtos por meio dos próprios aplicativos.

Em alguns casos, entretanto, a comunicação direta com seus fornecedores é necessária.

Por exemplo, se você quiser que seu logotipo personalizado apareça nos produtos que está vendendo, será necessário falar isso com seus fabricantes. Ou, se você não estiver interessado em trabalhar com o preço atual do fornecedor e quiser que ele reduza os valores, você precisará entrar em contato com ele para chegar a um bom acordo. 

Atendimento ao cliente

Embora o modelo de negócios de dropshipping permita terceirizar o gerenciamento e o processamento de estoque, você ainda precisa lidar com o atendimento ao cliente por conta própria.

Esteja preparado para responder a perguntas sobre o produto e certifique-se de que está pronto para lidar com problemas de pedidos (produtos danificados, atrasos nas entregas, compradores insatisfeitos, etc.).

Você deve, no mínimo, ter um endereço de e-mail que os clientes possam usar para suas consultas. Ter uma seção de perguntas frequentes e um número de whatsapp também podem ajudar. E se você está presente em redes sociais como Facebook, Instagram e Twitter, certifique-se de ficar por dentro dos comentários e responder às mensagens diretas imediatamente.

Lidar com reembolsos

Lidar com reembolsos faz parte do processo de administrar uma empresa de comércio eletrônico. As políticas de reembolso variam de acordo com o seu intermediador de pagamentos. No entanto, para evitar problemas, é necessário manter uma política de entregas clara, onde o seu cliente vai saber exatamente quando ele irá receber o seu produto (tempo estimado, claro). 

Se fizer tudo corretamente você terá pouquíssimos pedidos de reembolsos.

Marketing

Uma das vantagens do dropshipping é que ele tira o controle de estoque das suas costas e possibilita que você possa se concentrar no marketing do seu negócio. Nesta seção, vamos discutir brevemente as táticas de marketing mais comuns no comércio eletrônico:

Publicidade no Facebook – Não importa o que você esteja vendendo, há uma boa chance de que seus clientes estejam no Facebook. O Facebook agora tem mais de 2 bilhões de usuários ativos e há 1 bilhão de usuários ativos mensais no Instagram. São muitas pessoas, então, se você tem orçamento para fazer isso, pode usar as soluções de anunciantes do Facebook para chegar ao seu público.

Este é um assunto muito amplo, então não vou detalhar os meandros do Facebook e Instagram neste post. Mas se você está procurando seguir esse caminho, um bom lugar para começar é a página de publicidade do Facebook para varejo e comércio eletrônico.

Google AdWords – O Google é perfeito para quem deseja vender, pois diferente do Facebook, ele não é um marketing de interrupção, mas de ação. Ou seja, os usuários já estão buscando sobre o que desejam comprar. Tudo o que você precisa fazer é aparecer na frente deles com o produto que resolve os seus problemas.

Você pode colocar anúncios nas páginas de resultados do mecanismo de pesquisa, dando lances em palavras-chave relevantes e criando anúncios para corresponder à intenção do cliente. Você também pode configurar uma campanha do Google Shopping, que envolve a criação de anúncios de compras que mostram aos usuários uma foto de seu produto, um título, preço, nome da loja e muito mais.

Para obter mais informações sobre como executar uma campanha de sucesso do Google AdWords, confira o guia de como anunciar no Google da própria plataforma de anúncios.

SEO – outra maneira de chegar aos seus clientes é utilizando o que chamamos de “tráfego orgânico”. Ou seja, um tipo de tráfego que você não paga (mas que exige paciência). É um processo um pouco complexo e que depende muito do tempo…

Mas para lhe dar uma visão geral, vou lhe dar uma pequena explicação:

Otimizar seu site para SEO requer inserir as tags de cabeçalho corretas e criar conteúdo (títulos de produtos, descrições, páginas, postagens de blog) para tornar mais fácil para os mecanismos de pesquisa (e usuários) entenderem sobre o que seu site se trata.

Observe que essa estratégia pode levar tempo e, geralmente, leva vários meses de trabalho para se classificar com eficácia nos mecanismos de pesquisa. Se você não é um profissional de SEO, é melhor contratar um consultor de SEO de comércio eletrônico que possa criar estratégias e fazer o trabalho pesado para você.

Marketing de influenciadores – os influenciadores podem ser um grande trunfo para quem vende online. Trabalhar com pessoas que acumularam numerosos (e engajados) seguidores pode colocar seus produtos e marcas na frente de clientes extremamente interessados.

Para ter sucesso, porém, você precisa identificar as redes sociais e os influenciadores certos. A partir daí, trabalhe para cultivar o relacionamento com influenciadores por meio de divulgação, amostras grátis, campanhas pagas e outras táticas.

Cuidado com os seguidores falsos. Eu recomendo que você utilize uma ferramenta de verificação de engajamento para saber se a página realmente possui seguidores que comentam e curtem as publicações ou se apenas comprou seguidores.

Marketing por e-mail – Nem todos que acessam seu site farão uma compra, por isso é importante coletar informações do visitante. Ao fazer isso, você pode chegar até eles mais tarde através de envios de e-mail.

O Shopify torna o marketing por e-mail uma tarefa bem simples. A maioria dos temas vem com recursos integrados que podem ajudá-lo a configurar campanhas por e-mail com facilidade. Existem também vários aplicativos Shopify para marketing por e-mail, portanto, explore o mercado de apps para encontrar a solução certa para sua loja.

Marketing de conteúdo – quando implementado corretamente, o marketing de conteúdo pode fazer maravilhas pelo seu negócio de comércio eletrônico. Pode ajudar a diferenciar sua marca, posicionar sua empresa como uma autoridade em seu espaço e impulsionar seus rankings de SEO.

Assim como a otimização de mecanismos de pesquisa, o marketing de conteúdo leva tempo. Dependendo de fatores como qualidade e quantidade de conteúdo, bem como a concorrência em seu mercado.

Se você deseja implementar marketing de conteúdo, comece criando posts de alto valor que educem, informem e entretenham seu mercado-alvo. Descubra os tópicos, perguntas e preocupações que eles têm e apresente artigos, postagens e outros conteúdos relevantes para atender a essas necessidades.

Conclusão – dropshipping dá dinheiro?

Sim, é possível ganhar muito dinheiro com um negócio de dropshipping. No entanto, não pense que será algo fácil. Cuidado com as falsas promessas de riqueza rápida que você vai encontrar durante a sua jornada, pois a maioria quer apenas te vender cursos inúteis. 

Estude muito e teste muito mais – isso é o que vai te fazer entender como o dropshipping funciona. Depois que você pega a prática fica algo quase automático. Esse guia é provavelmente o mais completo do Brasil, mas ainda sim, é apenas uma introdução. Portanto, é necessário que você continue estudando e não desista. Invista pelo menos alguns meses no seu negócio e tenha calma!

Gostou do artigo? Compartilhe! Levamos dias para escrever esse artigo de uma forma que seja útil para quem está começando a fazer dropshipping.